domingo, 27 de julho de 2014

Os 20 pontos na carteira significam apreensão da CNH?

SERVIÇO »

Ao completar pontuação, condutor é notificado e é aberto processo administrativo com duas chances de defesa

Paula Carolina - Estado de Minas
Publicação: 24/07/2014 16:08 Atualização: 24/07/2014 17:41

Enquanto a habilitação estiver suspensa, o que pode durar 12 meses, motorista não pode dirigir
Sim e não. Ao completar 20 pontos, o condutor é notificado pelo Detran e é aberto um processo administrativo com duas chances de defesa, perante a Junta Administrativa de Recursos de Infrações (Jari) em primeira instância e o Conselho Estadual de Trânsito (Cetran) em segunda. E enquanto isso, o condutor dirige normalmente.Se não conseguir se inocentar, depois de tomar ciência do indeferimento de seus pedidos no Cetran, o motorista tem 72 horas para entregar a carteira, que é suspensa. O período de suspensão é determinado ao final do processo, mas pode variar de um a 12 meses. Enquanto isso, o motorista não pode dirigir e tem que fazer um curso de reciclagem e ser aprovado com 70% de aproveitamento. Feito isso e passado o período de suspensão, a carteira é devolvida e tudo volta ao normal.
Quem não pegou a carteira, assim como em qualquer situação de encerramento desse tipo de processo, tem o documento bloqueado no sistema e se for pego dirigindo pode ter a habilitação cassada, além do carro apreendido. É importante lembrar que esse tipo de processo não ocorre somente nas situações em que o condutor completa 20 pontos. Há algumas infrações gravíssimas (como dirigir alcoolizado, por exemplo) que basta serem cometidas uma vez para gerar a possibilidade de suspensão.
Notificação
Outra curiosidade é sobre o prazo para o recebimento da notificação que vai dar origem ao processo. Quando o motorista completa 20 pontos na carteira, eles não mais caducam depois de um ano (em condições normais, a cada 365 dias completados de uma infração, os pontos expiram). Ao contrário, vão sendo acumulados até o transcorrer do processo administrativo. O problema é que muitas vezes esse processo demora para ser iniciado, pois o Detran tem prazo de cinco anos para notificar os condutores. Por isso, muitas vezes, ao completar 20 pontos o condutor não é notificado de imediato, ficando a sensação de que ficará impune. Mais dia, menos dia, segundo o Detran, o processo será iniciado.

SAIBA MAIS
Passo a passo em como proceder caso atinja os 20 pontos:
- Ao atingir 20 pontos, condutor é notificado pelo Detran e é aberto um processo administrativo;
- Há duas chances de defesa, perante a Junta Administrativa de Recursos de Infrações em primeira instância e o Conselho Estadual de Trânsito em segunda;
- Se não conseguir se inocentar, depois de tomar ciência do indeferimento, motorista tem 72 horas para entregar a carteira, que é suspensa;
- Período de suspensão é determinado ao final do processo, mas pode variar de um a 12 meses;
- Enquanto isso, o motorista não pode dirigir e tem que fazer um curso de reciclagem e ser aprovado com 70% de aproveitamento;
- Feito isso e passado o período de suspensão, a carteira é devolvida e tudo volta ao normal.
Saiba mais...

Rio na China fica totalmente vermelho em poucos minutos e surpreende moradores

26/7/2014 às 10h28

Para muitos, o rio era fonte de alimentação e água potável
Moradores afirmam que nunca viram isso acontecer Reprodução/dailymail.co.uk
Moradores da aldeia Xinmeizhou, na China, ficaram perplexos quando acordaram neste sábado (26) e viram que o rio que corta a cidade estava totalmente vermelho. 
De acordo com o tabloide britânico Daily Mail, testemunhas afirmam que às 5 horas da manhã as águas estavam da cor normal, mas que em poucos minutos, se transformaram em vermelho. Ainda disseram que o líquido tinha um cheiro estranho.
Na Wan, um dos moradores, disse que ficou impressionado porque o rio é bom. "Nós sempre pescamos aqui e até bebemos a água desse rio por que é boa. Ninguém tem ideia do que aconteceu, nem por que ficou tão poluído, já que não existem fábricas que despejam qualquer coisa aqui".
Especialistas ambientais recolheram amostras da água e dizem que pode ser uma espécie de corante alimentar que uma das empresas mais próximas usa em seu produto. 
Eles acreditam que alguém foi até o rio para descarregar os restos do material usado. Os investigadores procuram a fonte do problema.

Presa por colaborar com manifestações violentas e vandalismo é filiada ao PT desde 2007

Fonte: http://www.folhapolitica.org/2014/07/presa-por-colaborar-com-manifestacoes.html
Imagem: Reprodução/TSE
Um dos 23 presos na semana passada no Rio de Janeiro por colaborar com manifestações violentas engrossa as fileiras de filiados do PT fluminense. Rebeca Martins de Souza, acusada de ceder um carro a algumas das ações violentas, é filiada ao partido desde janeiro de 2007, como informa o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Veja também:
'O PT começou a morrer', diz jornalista
'O fim do PT está próximo', diz historiador
Lula tem 'plano B' para derrota de Dilma, relata jornalista
'Temos censura que não tivemos nem na ditadura. Esperava o PT ético, mas abriu os caminhos do roubo', diz Antônio Fagundes
'A única resposta dos petistas é te acusar de ser do PSDB', diz Danilo Gentili
Wagner Moura faz severas críticas ao PT e avisa que deixará o país
Dias antes de morrer, José Wilker gravou vídeo criticando políticos brasileiros; assista
Rapper Eduardo, ex-Facção Central, faz duras críticas a Lula e Dilma; veja o vídeo
Paulo Coelho se diz decepcionado com Copa e detona Ronaldo: 'imbecil'
"Nunca tinha passado por uma traição e o PT me traiu", disse Irene Ravache
Jornalista acusa 'Black Blocs' de serem 'milícia informal montada pelo PT' e gera polêmica; veja vídeo

O PT saiu em defesa dos manifestantes na semana passada. Uma nota de repúdio assinada por Rui Falcão dizia:

– A prisão de ativistas no Rio de Janeiro, com o suposto propósito de impedir a participação em protestos de rua no último final de semana, é uma grave violação de direitos e das liberdades democráticas.

Por Lauro Jardim
Veja
Editado por Folha Política

O sangue derramado em guerras na região da Palestina (ou Israel, ou Canaã etc), desde a Antiguidade até os dias de hoje, em forma de animação musical.

Vídeo original na íntegra, legendado por mim em português brasileiro.
Mais informações em:
http://blog.ninapaley.com/2012/10/01/...
https://www.youtube.com/watch?v=2XrP1wPTEPA

Si vis pacem, para bellum

Sylo Costa

PUBLICADO EM 23/07/14 - 03h00- O Tempo
“Se queres a paz, prepara-te para a guerra”. Sou um desconfiado e acho que começo a sentir cheiro de fumaça. Passei minha infância lá no Vale do Jequitinhonha, escutando, pelo rádio ligado em bateria de carro, notícias da guerra transmitidas pela Hora do Brasil.
Já falei, em livro, sobre esse tempo. O homem não sabe viver sem guerras, e elas movem o mundo, essa é a minha verdade. Por que brigavam os índios? Eles não têm ambições ou idiossincrasias nem são políticos.
Brigavam pelo comércio. Uns faziam arcos, flechas e tacapes, e outros caçavam e pescavam. Vêm as trocas, surge o comércio. Depois de algum tempo, todos estão abastecidos de carnes, peixes, arcos, flechas e tacapes. Aí começam as discórdias por divisas, ciúmes e falta do que fazer... E, assim, guerreiam para destruir tudo e começar de novo... É o círculo da vida.
Talvez, por estar aposentado, tenha todo o tempo para pensar, a única coisa que, hoje, é isenta de impostos. Paga-se para viver, mas o pensamento é um sentido oculto. "Isso me faz lembrar que é preciso despertar a atenção dos candidatos à presidência da República para a necessidade de acabar com o imposto de renda dos que vivem de vencimentos.
Vencimento não é renda, é meio de sobrevivência. O cidadão trabalhou a vida inteira, viveu de vencimentos, quantia que mal dá para viver, morar e se alimentar sem luxos."

Quando morre, a família tem de pagar imposto para transferir o pouco que deixou de herança, às vezes uma casa modesta que foi financiada. Paga-se para morrer...
Chega, cansei de viver neste mundo idiota. Não quero morrer sem ver árabes e judeus pulando fogueira de são João e virando compadres, tempo em que a história desse povo estará sendo contada junto com a do fim das guerras púnicas, entre Roma e Cartago, nos anos 200 a.C. pelo domínio do Mediterrâneo, e não existirão mais petistas e comunistas.
Para não deixar o mote das desgraças, no país que se acomoda como a floresta de Sherwood por ser governado exatamente por uma ex-terrorista que acha que é Robin Hood, é bom lembrar essa ridícula tramoia dos Brics, reunião de pobres que querem fundar um banco para acudirem a si mesmos nas dificuldades...
A China, que é o segundo PIB do mundo, é, no meu entendimento, o mais pobre deles. Quanto dinheiro é necessário para sustentar um país que é o terceiro do mundo em extensão e possui mais de 1,5 bilhão de habitantes? Qual o custo social dessa responsabilidade? Como dizia um filósofo do cotidiano, lá de Salinas: se lugar for lugar, esse não é um lugar... O Brasil petista é um país encantado pelas extravagâncias e pelo atraso.
E para terminar, falo sobre a violação de nossa soberania, primeiramente quando o país foi entregue à Fifa, e agora, a Cuba, já que seu ditador vem aqui e exige segredo quanto à sua presença e hospedagem na Granja do Torto, residência exclusiva do presidente de nossa República. Gente, vamos abrir os olhos, pois estamos passando batido.

Mega Operação conjunta prende vários suspeitos de tráfico de drogas em Monte Belo - MG

Na manhã desta sexta-feira (25), foi realizada Mega Operação conjunta na cidade de Monte Belo (MG). Ainda era madrugada quando os Policiais Civis e Militares de Monte Belo, Guaxupé, Muzambinho, e guarda municipal de Alfenas, com a cadela Raika, um cão farejador da raça Pastor Alemão, se reuniram em um posto de combustíveis as margens da BR-491, traçaram a estratégia e seguiram para a cidade, dividido em grupos, os policiais cumpriram mandados de busca, apreensão e prisão em diversas residências. Raika foi utilizada em todas as casas e em uma delas localizou drogas. Uma jovem chegou a esconder pedras de crack na genital e foi encontrado e apreendido maconha, crack, cocaína, dinheiro, balança de precisão, câmeras de segurança, equipamentos eletrônicos, foram presos vários suspeitos de tráfico na cidade e um menor foi apreendido. A movimentação das viaturas chamou a atenção da comunidade que acompanhou de perto os trabalhos dos policiais que, após verificar todas as casas dos suspeitos se deslocaram para o quartel da Polícia Militar, onde foi lavrado o boletim de ocorrência e tudo apresentado para o delegado responsável, Dr. Silvio Sérgio Domingues. Acompanhem:

Pimentel não inclui Dilma em jingle e causa mal-estar no PT

Campanha

Candidatos de outros quatro Estados fazem referência à presidente e a Lula nas músicas

Dilma em Itajuba
Camarada. Amigo desde adolescência da presidente. Pimentel foi ministro bastante próximo de Dilma
PUBLICADO EM 26/07/14 - 03h00- O Tempo
Brasília. Líder nas últimas pesquisas de intenção de voto em Minas, o candidato ao governo do PT, Fernando Pimentel, ignorou em seu jingle de campanha o ex-presidente Lula e sua sucessora, a presidente Dilma Rousseff. A omissão irritou petistas ligados à presidente, que veem na estratégia uma tentativa de se descolar da candidata em uma região onde Aécio Neves (PSDB) tem vantagem sobre a petista.
Na avaliação de assessores da campanha dilmista, é uma tentativa de um “Pimentécio” velado. A música, que repete o refrão “sou mineiro, brasileiro com amor, sou Pimentel, ele é meu governador”, diz que o candidato foi um “grande ministro”, sem citar de qual governo nem de que pasta.
Pimentel foi nomeado por Dilma como titular do Ministério do Desenvolvimento e Indústria assim que ela se elegeu, em 2011, e deixou o cargo no começo deste ano para disputar o governo de Minas.
Amigo desde a adolescência da presidente, Pimentel era um dos ministros mais próximos da petista.
Outros candidatos petistas como Gleisi Hoffmann (PR), Rui Costa (BA), Wellington Dias (PI) e Alexandre Padilha (SP) citam Dilma e Lula em seus jingles.
No caso do candidato ao Piauí, por exemplo, “Dilma presidente e Lula junto com a gente” é repetido por quatro vezes. No jingle de Gleisi, que foi ministra da Casa Civil, a música diz que “com Lula e Dilma o Brasil mudou” e a de Padilha diz que o candidato é “de Lula e Dilma”. O material do candidato na Bahia diz “Com Rui governador e Dilma presidente”.
Petistas ouvidos pela reportagem lembram que a “infidelidade eleitoral” ocorreu em outras eleições em Minas. Em 2002 e 2006, Aécio encampou o “Lulécio”, aliança informal com o ex-presidente, e deixou de lado o apoio aos tucanos José Serra e Geraldo Alckmin, respectivamente.
Antes da eleição de Dilma em 2010, Pimentel e Aécio eram próximos. Em 2008, à revelia de Lula, o ex-ministro fechou um acordo com o tucano para apoiarem a candidatura de Marcio Lacerda (PSB) à prefeitura da capital. A decisão rachou o PT à época, que via em Lacerda um “aecista” em potencial.
OUTRO LADO. Sem explicar a ausência de Dilma no jingle, a assessoria do candidato informou que “a proximidade entre as campanhas de Pimentel e a de Dilma vai além.” Em nota, a assessoria esclareceu que a campanha do candidato faz a defesa dos governos do ex-presidente Lula e da presidente Dilma. “Em entrevistas e discursos, Pimentel sempre ressalta a importância e os resultados expressivos dos mais importantes programas lançados nos últimos 12 anos, como os PACs 1 e 2, o Minha Casa Minha Vida, o ProUni, o Pronatec, o Mais Médicos, entre tantas outras ações.”
Sem vermelho
Ceará. O PT deixou o vermelho de lado na campanha do Ceará. Nas peças publicitárias de Camilo Santana, candidato ao governo, a cor tradicional do partido cedeu espaço ao amarelo. Até o “13” do partido é amarelo. “A cor não tem tanta importância. A campanha de reeleição de Dilma, por exemplo, será com verde e amarelo. O importante é que é candidato do PT”, explicou Francisco de Assis Diniz, presidente do PT-CE.
Comitê
Juntos. A assessoria de Pimentel informou que o comitê central dele e o da presidente Dilma em BH serão inaugurados na próxima semana, no mesmo endereço, na avenida Afonso Pena.
Falta dinheiro para material no PSB
Ainda sem recursos, o PSB não fez site nem jingle para o candidato ao governo de Minas, Tarcísio Delgado.
Em relação ao material de campanha, o PSB está atrasado. O deputado estadual Wander Borges (PSB) afirmou que a chapa não tem recursos para dar mais força ao candidato do partido. “Ainda não temos grande estrutura disponível. O presidente da sigla, Júlio Delgado, vai conversar com Eduardo Campos (presidenciável) para resolver isso.”

Com o pé esquerdo - Ministro Carvalho: Rejeição no meio Evangélico!

sábado, 26 de julho de 2014

carvalho
Carvalho: rejeição no meio evangélico
Gilberto Carvalho falhou na primeira semana de operação do comitê evangélico da campanha de Dilma Rousseff — montado para estancar a aliança de Everaldo Pereira com as principais lideranças do segmento. Pediu para a deputada Benedita da Silva um encontro com o pastor Silas Malafaia. Acabou negado.
É grande a rejeição a Carvalho no segmento. Em 2012, no Fórum Social de Porto Alegre, o secretário-geral da Presidência afirmou aos militantes do PT que seria preciso travar uma “batalha ideológica” contra os evangélicos nas eleições futuras.
Por Lauro Jardim

sábado, 26 de julho de 2014

Desembargador comunista concede habeas corpus para 23 terroristas no Rio




 Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=zT05zrWR_nk&feature=youtu.be&a

Banco Santander afirma que Dilma piora economia

26/07/2014 15:58 - Atualizado em 26/07/2014 15:58

Estadão Conteúdo



Um informe distribuído pelo banco Santander nos extratos de julho para clientes de renda acima de R$ 10 mil mensais apontava para o risco de deterioração da economia, com queda da bolsa, alta de juros e desvalorização cambial, caso a presidente Dilma Rousseff se estabilizasse na liderança das pesquisas de intenção de voto. O comunicado incomodou integrantes da campanha à reeleição e levou a instituição financeira a se retratar publicamente.
No mercado financeiro, tem sido comum entre os analistas do setor financeiro a previsão de um cenário pessimista para a economia caso a presidente seja reeleita, mas é a primeira vez que um banco expõe essa avaliação a seus clientes. A cada divulgação de eleitoral, as reações nos mercados tendem a ser inversas às intenções de voto da presidente: quando Dilma sobe, os índices como o da Bovespa tendem a cair, e vice-versa.
"Se a presidente se estabilizar ou voltar a subir nas pesquisas, um cenário de reversão pode surgir", diz o texto revelado ontem pelo site UOL e enviado a clientes da categoria Select (0,18% da carteira, segundo o banco). "O câmbio voltaria a se desvalorizar, juros longos retomariam alta e o índice da Bovespa cairia (...) Esse último cenário estaria mais de acordo com a deterioração de nossos fundamentos macroeconômicos."
O Santander pediu desculpas públicas, mas parte dos gerentes nas agências Select mantinha ontem a análise de piora no cenário econômico em caso de reeleição do governo. Um deles, ao conversar com a reportagem como se estivesse falando com uma cliente - e por esse motivo, não será identificado - corroborou o teor do informe incluído nos extratos, mas ressalvou que o banco não pode declarar voto ou se manifestar por esse ou aquele partido.
Há 12 anos
Não foi a primeira vez que o Santander - banco espanhol que tem sua maior operação mundial no Brasil, onde lucrou em 2013 quase R$ 6 bilhões -, se colocou em saia justa política no País. Em 2002, um analista com base em Nova York recomendou que os investidores vendessem títulos brasileiros. Naquele ano, o então candidato petista Luiz Inácio Lula da Silva tinha perspectivas reais de chegar ao Planalto.
Após as eleições, o presidente mundial do banco, Emílio Botin, se reuniu com Lula e saiu do encontro se mostrando otimista com o País e declarando que o analista que fez a recomendação tinha sido demitido. As informações são do jornal O Estado de São Paulo.

Método socialista para desestabilizar uma nação: Chicken Little 1943 - Dublado em Português - (Vídeo)


A animação é uma verdadeira metáfora sobre os governos totalitários que ameaçavam a Europa na década de 40. Porém, possui uma semelhança tão grande com a realidade atual que, mais que um desenho histórico, se torna um grande alerta.
Como alguns insistiram em argumentar que o vídeo se refere aos eventos relacionados à II Guerra Mundial e à luta contra a ascensão do Nazismo, damos aqui uma explicação sobre como, em nossa visão, o vídeo serve perfeitamente para descrever os métodos socialistas para desestabilizar uma nação:
1. Diferente de uma democracia, onde se procura sempre o consenso, o socialismo se legitima e reina sobre o dissenso. Por isso procura falsear a realidade exagerando ou criando conflitos sociais; negro contra o branco, mulher contra o homem, jovens contra adultos, homossexuais contra cristãos, empregado contra patrão. Qualquer cidadão pode escolher uma classe de oprimido na qual se encaixar e está incluso obrigatoriamente em uma ou duas classes de opressores. A medida que esses conflitos se potencializam e os vínculos sociais se afrouxam surge a necessidade de um salvador, de uma revolução, de uma fuga para as cavernas;
2. Para enfraquecer a sociedade é preciso desmoralizar as instituições tradicionais cuja função é manter a sociedade estável e solucionar os conflitos sociais, em regra, a família, a religião e o Estado. Aqui representados pela figura do Dr. Galo, Inspetor Chefe do Galinheiro. Os métodos socialistas tendem a fazer essas instituições se apresentarem como os verdadeiras causadoras de todos os problemas existentes no mundo, ou como extremamente incapaz de oferecer soluções para esses problemas; no fundo um revolucionário socialista bem informado sabe que sua revolução não terá sucesso sem enfraquecer esses três pilares sociais: o núcleo base, os valores morais e o garantidor da ordem;
3. O socialismo precisa de peões, ou melhor, militantes sociopatas megalomaníacos com uma grande necessidade de autoafirmação e um sentido moral fraco; seres com uma visão distorcida da realidade. Alguns sentem-se como salvadores do mundo e acham que estão prestando um grande favor à humanidade, outros são apenas sociopatas oportunista em busca do prestígio que o poder político confere. Uma massa de manobra que será descartada logo após cumprirem sua função, o galinho vira janta como todos os outros;
4. E por último, não é possível destruir os pilares da sociedade e fazer com que ela permanece intacta. O banho de sangue e caos social é invariavelmente o resultado da implementação do socialismo.
Uma questão de fundamental importância para garantir a sobrevivência do galinheiro: descobrir e desmascarar as raposas.
"Como você conhece um comunista? Bem, é alguém que lê Marx e Lênin. E como você conhece um ex-comunista? É alguém que entende Marx e Lênin." - Ronald Reagan
Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=ddUfrvsTMvw

Tempestade solar quase causou 'apagão geral' na Terra

Espaço

Segundo a Nasa, uma grande erupção solar passou muito perto do planeta em 2012 e poderia levar a civilização a condições semelhantes ao século XVIII

As erupções solares emergem do interior do Sol e suas radiações eletromagnéticas podem induzir flutuações elétricas na superfície da Terra, destruindo transformadores, provocando erros em GPS e sistemas de rádio
As erupções solares emergem do interior do Sol e suas radiações eletromagnéticas podem induzir flutuações elétricas na superfície da Terra, destruindo transformadores, provocando erros em GPS e sistemas de rádio (Thinkstock)
A tempestade solar mais forte dos últimos 150 anos passou muito perto da Terra em 23 de julho 2012, revelou a Nasa. Se ela tivesse nos atingido, seria poderosa o suficiente para levar a civilização a condições semelhantes ao século XVIII. “Se a erupção tivesse ocorrido uma semana antes, a Terra estaria na linha de fogo”, afirmou Daniel Baker, professor de Física Atmosférica e Espacial da Universidade do Colorado, nos Estados Unidos, em comunicado da agência espacial americana.
O evento foi uma explosão solar, conhecida como Ejeção de Massa Coronal (EMC). Essas rajadas solares não chegam até nós, mas sua radiação eletromagnética e partículas energizadas sim. Elas podem induzir flutuações elétricas na superfície do planeta, destruindo transformadores, afetando redes de comunicação, provocando erros em GPS e sistemas de rádio e danificando satélites.
A Nasa só soube da tempestade porque ela atingiu um observatório solar chamado Stereo-A, construído para medir eventos semelhantes. Ele recolheu informações sobre o frenômeno sem ser destruído porque não estava orbitando a Terra no momento da erupção, mas viajando pelo espaço interplanetário. No entanto, isso demonstra que outras tempestades podem ter passado próximas da Terra sem terem sido detectadas por nenhum sistema espacial. 
“Com os últimos estudos, me convenci ainda mais do quanto os habitantes da Terra foram sortudos de que a erupção de 2012 tenha acontecido dessa maneira. Se tivesse nos atingido, ainda estaríamos recolhendo nossos pedaços”, afirmou Baker.
Tempestade poderosa — No caso de ter chegado ao nosso planeta, a tempestade solar de 2012 teria sido comparável à tempestade solar Carrington, de 1859, a mais poderosa já registrada. Na ocasião, postos de telégrafo foram incendiados, redes elétricas tiveram panes e foram percebidos distúrbios no campo magnético da Terra.
De acordo com um estudo da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, um evento como esse custaria hoje 2 trilhões de dólares ou 20 vezes mais que o furação Katrina. Segundo a Nasa, há 12% de probabilidade que uma tempestade solar poderosa como essa realmente chegue até a Terra nos próximos dez anos.
Fonte: http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/tempestade-solar-quase-causou-catastrofe-na-terra-em-2012

Presídio de Pedrinhas pode levar o Brasil ao banco dos réus na OEA

TERESA PEROSA
Pedrinhas (Foto: Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão)
É altíssima a chance de o Brasil se tornar réu na Corte Interamericana de Direitos Humanos por causa do presídio maranhense de Pedrinhas. Nesta semana, um relatório elaborado por ONGs do setor e pela OAB será enviado ao tribunal. Ele refletirá o caos encontrado por essas entidades numa visita feita ao presídio há dez dias. Em dezembro, a Comissão de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA) já havia advertido o Brasil a tomar providências em relação ao presídio. Aquela foi uma reação ao assassinato de 60 presos de Pedrinhas ocorridos em 2013. Neste ano, já foram mais onze.

Programa de humor de Israel satiriza Lula. Veja legendado... (Vídeo)


Estádios construídos para a Copa do Mundo fazem de tudo para sair do ostracismo

26/07/2014 11:35 - Atualizado em 26/07/2014 11:35

Guyanne Araújo - Hoje em Dia



Divulgação
 estádio Mané Garrincha
O estádio Mané Garrincha receberá neste sábado uma cerimônia de casamento coletiva com 100 casais
Quando as luzes do estádio Mané Garrincha, em Brasília, se acenderem no fim da tarde de neste sábado (26), às 17h, aquele frio na barriga comum antes das grandes decisões vai tomar conta dos perfilados no gramado para a foto oficial. Mas os personagens não estarão de chuteiras. O estádio que sediou sete jogos da Copa do Mundo será responsável por outro tipo de emoção, com o casamento coletivo de 100 casais.
A troca de alianças ocorrerá no salão Hospitality do estádio mais caro da Copa, ao custo de R$ 1,9 bilhão. Lá, a estrutura montada terá tudo a que um casamento tem direito, com altar, flores e tapete vermelho, com a presença de familiares e convidados dos noivos.
“Com mais esse evento, a arena brasiliense cumpre seu papel social e comprova o potencial multiuso para todo tipo de evento”, afirma o secretário Extraordinário da Copa na capital federal, Claudio Monteiro. Os casais fazem parte do projeto Alma Gêmea, realizado pela iniciativa privada e promovida pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejus).
O evento inusitado para um estádio de futebol é só um exemplo das agendas de algumas das 12 arenas das cidades-sede construídas ou reformadas para a Copa do Mundo.
Sem equipes nas principais divisões do futebol brasileiro, estádios que custaram muito dinheiro terão de se reinventar para não se transformarem em “elefantes brancos” agora que o Mundial já é parte da história.
Jogo mesmo no Mané Garrincha só em previsão, pois a Coordenadoria de Comunicação para a Copa ainda não teve a confirmação dos clubes. Há apostas também em aluguéis para eventos corporativo e institucionais. 
Outros estádios, como a Arena Amazônia, que permanece administrada pela Fundação Vila Olímpica (FVO) do Governo do Amazonas, até conta com uma digna programação, mas de shows musicais, além de eventos do estilo Gospel. Apenas uma partida foi confirmada até agora para o segundo semestre, no 16 de setembro, entre Oeste-SP e Vasco, pela Série B do Brasileiro. 
“Criei uma equipe para encontrar clubes da Série A interessados em jogar em Manaus. Encheríamos o estádio, porque todos gostam muito de futebol aqui”, diz o presidente da FVO, Aly Almeida.
Bola oval
A solução que desponta em Cuiabá é de torcer o nariz no resto do país. Além de recebe jogos das equipes locais, a Arena Pantanal pode se tornar uma casa do futebol americano, que tem bom apelo entre os moradores da cidade.
A realização de shows musicais e eventos fora da esfera esportiva também faz parte dos planos futuros, assim como nos outros candidatos a “elefante branco”. Tudo o que for possível para salvar empreendimentos que custaram muito dinheiro, boa parte vindo dos cofres públicos.
MINI ENTREVISTA
Maurício Guimarães 
Secretário da Copa de Cuiabá
Como está o planejamento para a utilização da Arena Pantanal?
Montamos uma comissão para preparar o edital de licitação para a concessão da arena. A concepção multiuso mostra que a arena não irá apenas sediar jogos de futebol, até mesmo para poder gerar mais recursos. Mas vale ressaltar que certamente será indutora do futebol local. Os times do Mato Grosso que mandarem seus jogos na arena terão incentivos. 
Quais equipes estão mandando jogos no local?
Todos os times locais que participarem de torneios nacionais este ano irão jogar na arena. O Operário de Várzea Grande vai jogar pela primeira vez em 3 de agosto, com o Tombense, pela Série D. Nesse dia será feita a primeira rodada dupla com times locais, com o jogo entre Cuiabá x Fortaleza. Outras três rodadas duplas já estão acertadas.
Qual será a utilização fora do futebol? 
Outras modalidades esportivas podem utilizar a arena, como o futebol americano. O Arsenal, time do Cuiabá, é referência nacional e já visitou a arena para conhecê-la.
Como é o trabalho para o local não ficar ocioso?
Além das várias ações que planejamos, como shows musicais e os eventos citados, o entorno já foi abraçado pela sociedade cuiabana. Pessoas fazem caminhadas, corridas, grupos utilizam a área para andar de bicicleta e praticar diversos esportes. Ainda faz parte do planejamento “tour” nas dependências do estádio, como o gramado e os vestiários. A arena já é ponto turístico de Cuiabá.
A palavra “ociosidade” não passa pela nossa cabeça. O coração da América do Sul ganhou mais um motivo para bater cada vez mais forte.

Boicote a Israel: uma lista para ajudar

24/07/2014 - VEJA
às 15:55 \ Crise Internacional, Economia, Empreendedorismo, Guerras, Saúde

Se você é daqueles que adoram odiar Israel e está louco de vontade de boicotar seus produtos, aqui vai uma lista para ajudar, extraída desse site e traduzida por um leitor:
- Remova chips sionistas Pentium e Celeron.
- Desinstale seu Windows XP.
- Sistema Microsoft? Esqueça.
- Remova anti-vírus e Firewall. Já!
- Enviar e-mail? Não mais. Código de algoritmo é… israelense!
- Compre um pager! Tecnologia do telefone celular foi desenvolvida em… Israel.
- Desative seu voicemail. Israelense.
- Facebook? Não te pertence mais.
- Busca online? Cuidado, maioria é israelense.
- Usa Waze? Usava.
- Reinstalou ICQ? Sionista! Desinstale.
- Curte e-book? Curtia!
- Armazenar dados na Web? Vá com calma, maioria israelense.
- Carro elétrico? No! Polua pra sempre.
- Tomatinho-cereja delicioso? Volte pro tomatão.
- Tecnologia de irrigação contra fome na África, China, Índia e Indonésia (maior país muçulmano do mundo): é o fim!
- Genéricos: prefira os de marca. A israelense Teva é a maior do mundo!
- Câncer: cientistas israelenses na vanguarda dos tratamentos.
- HIV: já ouviu falar do AZT?
- Diabético? Evite injetar insulina com aparelhos desenvolvidos em Israel.
- Esclerose múltipla: pare Copaxone, dos mais eficazes. Laquinimod? Abandone.
- Parkinson: remova marcapasso israelense que minimiza os tremores. Interrompa Levodopa.
- Histórico de doença cardíaca ou arterioesclerose na família? Reze pra doença não ter. Detecção prévia? Não pra você.
- Epilepsia: livre-se da pulseira sionista que envia alertas!
- Apneia do sono: testes só sem aparelhos israelenses.
- Dislexia: babau pro sistema de leitura baseado na intranet.
- Alergias de pele: tratar com creme de esteroide, esqueça os sem.
- Catéteres? Protegidos contra infecção por plástico israelense.
- Cirurgia na garganta: só sem laser cirúrgico sionista!
- Colonoscopia e gastro: aborte câmeras israelenses.
- Nunca implante um coração artificial: Israel foi pioneira!
- Transplante de rim: espere doadores do mesmo tipo sanguíneo! Métodos de Israel permitem outros doares!
- Células tronco: esqueça fabulosos tratamentos!
- Tratamento dentário: esqueça os principais, scanner desenvolvido em Israel.
- Assistência humanitária e produção local: quase 40 países beneficiados.
Isso vai ao encontro do meu texto sobre os reais motivos do ódio a Israel, publicado no GLOBO em maio de 2011:
O ódio a Israel
“Não é possível discutir racionalmente com alguém que prefere matar-nos a ser convencido pelos nossos argumentos.” (Karl Popper)
As recentes declarações do presidente Obama reacenderam o debate sobre o confronto entre Palestina e Israel. Todos gostam de emitir opinião sobre o assunto, mesmo sem embasamento. Não pretendo entrar na questão histórica em si, até porque isso foge da minha área de conhecimento. Mas gostaria de colaborar com o debate pela via econômica. Do meu ponto de vista, há muita inveja do relativo sucesso israelense. A tendência natural é defender os mais fracos. Isso nem sempre será o mais justo.
O antissemitismo é tão antigo quanto o próprio judaísmo. Os motivos variaram com o tempo. Mas, em minha opinião, não podemos descartar a inveja como fator importante. A prática da usura era condenada pelos católicos enquanto os judeus desfrutavam de sua evidente lógica econômica. Shakespeare retratou o antissemitismo de seu tempo em seu clássico “O Mercador de Veneza”, em que Shylock representa o típico agiota insensível. Marx, sempre irresponsável com suas finanças, usou os judeus como bode expiatório para atacar o capitalismo. O nacional-socialismo de Hitler foi o ponto máximo do ódio contra judeus.
Vários países existem por causa de decisões arbitrárias de governos, principalmente após guerras. Israel é apenas mais um. Curiosamente, parece que somente Israel não tem o direito de existir. Culpa-se sua existência pelo conflito na região, sem levar em conta que os maiores inimigos dos muçulmanos vêm do próprio Islã. O que Israel fez de tão terrível para que mereça ser “varrido do mapa”, como os fanáticos defendem?
Israel é um país pequeno, criado apenas em 1948, contando hoje com pouco mais de sete milhões de habitantes. Ao contrário de seus vizinhos, não possui recursos naturais abundantes, e precisa importar petróleo. Entretanto, o telefone celular foi desenvolvido lá, pela filial da Motorola. A maior parte do sistema operacional do Windows XP foi desenvolvida pela Microsoft de Israel. O microprocessador Pentium-4 foi desenvolvido pela Intel em Israel. A tecnologia da “caixa postal” foi desenvolvida em Israel. Microsoft e Cisco construíram unidades de pesquisa e desenvolvimento em Israel. Em resumo, Israel possui uma das indústrias de tecnologia mais avançadas do mundo.
O PIB de Israel, acima de US$ 200 bilhões por ano, é muito superior ao de seus vizinhos islâmicos. A renda per capita é de quase US$ 30 mil. Apesar da pequena população e da ausência de recursos naturais, as empresas israelenses exportam mais de US$ 50 bilhões por ano. A penetração da internet é uma das maiores do mundo. Israel possui a maior proporção mundial de títulos universitários em relação à população. Lá são produzidos mais artigos científicos per capita que qualquer outro país. Israel possui o maior IDH do Oriente, e o 15º do mundo.
Não custa lembrar que tudo isso foi conquistado sob constante ameaça terrorista por parte dos vizinhos, forçando um pesado gasto militar do governo. Ainda assim, o país despontou no campo científico e tecnológico, oferecendo enormes avanços para a humanidade. 
Quando comparamos a realidade israelense com a situação miserável da maioria dos vizinhos, fica mais fácil entender parte do ódio que é alimentado contra os judeus. Claro que fatores religiosos pesam, assim como o interesse de autoridades islâmicas no clima de guerra. Nada como um inimigo externo para justificar atrocidades domésticas. Mas as gritantes diferenças econômicas e sociais sem dúvida adicionam lenha à fogueira.
Como agravante, Israel é uma democracia parlamentar, enquanto a maioria dos vizinhos vive sob regimes autoritários que ignoram os direitos humanos mais básicos. Isso para não falar das gritantes diferenças quanto às liberdades femininas.  
Israel não é um paraíso. Longe disso. Seu governo comete abusos que merecem repúdio. Mas perto da realidade de seus vizinhos islâmicos, o contraste é chocante. Será que isso tem alguma ligação com o ódio a Israel e o constante uso de critérios parciais na hora de julgar os acontecimentos na região? O sucesso costuma despertar a inveja nas almas pequenas, vide o antiamericanismo patológico que ainda sobrevive na esquerda latino-americana.  
Em tempo: O ministro brasileiro da Ciência e Tecnologia deveria aprender com Israel como produzir tecnologia de ponta, com ampla abertura econômica e investimento em educação, em vez de tentar resgatar o fracassado protecionismo, no afã de estimular a indústria nacional. 
Rodrigo Constantino
FONTE: http://veja.abril.com.br/blog/rodrigo-constantino/economia/boicote-a-israel-uma-lista-para-ajudar/

Carta de uma brasileira que mora em Israel para a presidente Dilma

25/07/2014 - VEJA
às 17:59 \ Guerras

Tel Aviv
Está circulando na internet uma carta assinada por Rita Cohen Wolf. Reproduzo aqui, com algumas pequenas edições apenas na forma, pois o conteúdo é importante:
Sra Presidente Dilma Roussef.
Na minha carteira de identidade de número XXXXXXXXXXX expedida pelo Instituto Felix Pacheco no Rio de Janeiro, ao lado do item nacionalidade está escrito “brasileira”.
Sim, sou brasileira e “carioca da gema”. Filha de pais brasileiros e mãe de filhas brasileiras. Gosto de empadinha de palmito, água de coco , feijão e farofa. Ouço Marisa Monte, Cartola, Caetano e Cazuza. Visto a camisa seja qual for o placar e posso mesmo declarar que tenho sangue verde e amarelo.
Sou dos “Anos rebeldes”, aqueles em que muitas vezes o máximo da rebeldia era cantar “Afasta de mim este cálice” enquanto ficávamos de olho se algum colega de escola “era sumido”. Aqueles anos em que Chico Buarque só podia ser Julinho da Adelaide. Saí às ruas pelas “Diretas Já” e, emocionada, vi o Gabeira e o Betinho finalmente voltarem do exílio arbitrário.
Nos anos 90, com mestrado em Psicologia e em Educação, fui honrosamente convidada a assessorar a Secretaria Municipal de Educacao do Rio de Janeiro. Cheia de entusiasmo, fazia parte de uma equipe profissional de primeira linha. À nossa frente, uma Secretaria de Educacao indicada pelo Prefeito não por suas ligações políticas, mas por sua competência profissional e comprometimento por uma Escola de qualidade para as nossas crianças.
E foi aí que comecei a perceber que algo de muito errado acontecia na minha cidade e no meu país. Mesmo ocupando um cargo de onde poderia “fazer acontecer”, percebi que apenas vontade política, profissionalismo e amor pelas crianças do Rio de Janeiro não eram suficientes para mudar a antiga engrenagem: emperrada, viciada, corrompida e perversa.
Foi depois de ter sido assaltada 8 vezes, uma delas com um revolver apontado para a minha cabeça… foi aí que a ficha caiu e percebi que nao poderia mais criar minhas filhas no meio da corrupção, suborno, mão-armada e com medo da própria sombra. Tinha que me despedir do meu País.
Com muita dor no coração eu resolvi fazer as malas. Por livre escolha, assim como tantos e tantos brasileiros. Meu País não podia me oferecer condições dignas de vida. Não se preocupava ou não agia com eficiência em nome do bem-estar de seus cidadãos. Fiz minhas malas e vim para o Oriente Médio.
Apesar de na minha carteira de identidade não constar o item “religião”, eu posso lhe contar. Sou judia.
“Judeu”, palavra que para muitos está diretamente associada a Judas, o traidor de Jesus Cristo (ele mesmo judeu) e também a Freud, Einstein, Bill Gates e Mark Zuckerberg e mais vários ganhadores de Prêmio Nobel.
Optei por viver em Israel. Tornei-me israelense. Quanta contradição, sair do Brasil por medo de assaltos e sequestros e vir para Israel…
Aqui, Sra Presidente, quando estamos em perigo, soam sirenes para que entremos em abrigos anti-bombas. Nunca mais estive a ponto de ser pega por uma bala perdida, assim como nunca mais tive que sentir a dor no peito ao ver famílias inteiras à beira da rua mendigando. Nunca mais tive que me pegar na dúvida do que sentir diante de um pivete: medo ou pena. Por que aqui não existem pivetes. A educação e a saúde são um direito de fato de todos os cidadãos, independentemente de cor, raça ou credo.
Sou uma dos cerca de 10 mil brasileiros que vivem hoje em Israel e que, hoje de manhã ao acordarem, deram-se conta de que o Governo brasileiro chamou o embaixador brasileiro em Israel para uma “consulta em protesto pela operacao do exército de Israel na Faixa de Gaza”. Pergunto-me se também foram chamados o embaixador na Síria, onde na última semana morreram mais de 700 pessoas. Ou talvez o embaixador no Iraque, onde está sendo feita uma “purificação étnica”. O próximo passo já bate na porta: cortar as relações diplomáticas do Brasil com Israel.
Dilma, muito preocupado com os “direitos humanos”…
Escrevo para lhe contar, Sra. Presidente, que tenho vergonha.
Num momento tão delicado para tantos de nós brasileiros que vivem em Israel, no momento em que Israel recebe a visita e o franco apoio da Primeira-ministra da Alemanha, do Ministro do Exterior da Inglaterra, do Ministro do Exterior dos Estados Unidos e da Ministra do Exterior da Itália… um dia depois que o Secretário Geral da ONU visita Israel e declara que o país tem todo o direito de se defender e a seus cidadãos do ataque de um grupo terrorista… depois disso, recebemos a notícia da chamada do Embaixador brasileiro.
A televisão anuncia a decisão brasileira e tenho vergonha.
A vergonha não é só pelo alinhamento do Brasil com os países islâmicos extremistas ao invés de se alinhar com a Democracia. Tenho vergonha também dos meios de comunicação tendenciosos do Brasil, que só enxergam ou só querem enxergar um lado da história. Mas isso já é outra conversa…
Hoje, junto com a notícia da chamada do embaixador brasileiro, vi também na televisão que o governo de Israel está enviando vários aviões para os quatro cantos do planeta para resgatarem israelenses que, por conta do embargo aéreo temporário das companias de aviação estrangeiras, não conseguem voltar para Israel. Uma verdadeira operação resgate. Por quê? Pois aqui a vida do cidadão tem valor.
Eu vivo num país em que a vida de um soldado foi trocada pela de mil terroristas presos por crime de sangue.
Na minha ingenuidade, cheguei a pensar que o Brasil tentaria verificar a situação de seus cidadãos em Israel nesse momento de guerra, se é que algum cidadão brasileiro estaria com alguma necessidade que pudesse ser atendida pela representação do Brasil em Israel. Que bobinha…
Mais fácil talvez seja mesmo vir a cortar as relações diplomáticas, pois não sei mais qual o valor do meu passaporte brasileiro.
Vergonha e desgosto por comprovar que mesmo depois de tantos anos, o brasileiro ainda vale muito pouco, para não dizer quase nada, para o seu próprio país.
E o verde-amarelo do meu sangue cada vez mais vai perdendo sua cor.
http://veja.abril.com.br/blog/rodrigo-constantino/guerras/carta-de-uma-brasileira-que-mora-em-israel-para-a-presidente-dilma/

Palestina mandará carta ao Itamaraty para agradecer apoio do Brasil

Reconhecimento

A carta agradece, em nome da OLP e do presidente palestino Mahmoud Abbas, "a decisão que tomaram de consultar os seus embaixadores em Tel Aviv devido aos crimes que comete Israel"

PUBLICADO EM 26/07/14 - 14h03
Hamas - Homens bomba
A Organização para a Libertação da Palestina vai enviar neste domingo (27), por meio de seu comitê executivo, uma carta para as chancelarias de Brasil e Equador. O texto, obtido com antecedência pela reportagem, é assinado pela legisladora Hanan Ashrawi.
A carta agradece, em nome da OLP e do presidente palestino Mahmoud Abbas, "a decisão que tomaram de consultar os seus embaixadores em Tel Aviv devido aos crimes que comete Israel".
O Brasil havia, na quarta-feira (23), convocado o embaixador Henrique Pinto para consultas sobre a morte de civis na faixa de Gaza. O país também emitiu uma nota condenando a ação militar israelense em Gaza.
O gesto brasileiro desencadeou uma ira diplomática em Israel. A chancelaria israelense afirmou oficialmente, à reportagem, que "o Brasil está escolhendo ser parte do problema, em vez de integrar a solução". Em seguida, repetiu críticas para outros veículos, dizendo que o país é um "anão diplomático".
A medida brasileira havia, porém, agradado o público palestino. Moradores de Gaza se aproximavam da reportagem, nas ruas, para agradecer o repúdio feito a Israel. Porta-vozes das facções palestinas Hamas e Fatah também demonstraram seu apreço.
"Seu país [...] enviou uma mensagem a muitos membros da comunidade internacional de que a responsabilidade de proteger um povo ocupado [...] vai além de simples declarações", diz a carta enviada pela OLP.
"Israel matou praticamente mil palestinos desde o começo de sua agressão a Gaza, a grande maioria deles civis, incluindo centenas de crianças, mulheres e anciãos. É a consequência de uma cultura de impunidade que a comunidade internacional garantiu a Israel", afirma.
Israel realiza em Gaza, desde o dia 8/7, uma ação militar chamada Margem Protetora, após o sequestro e morte de três jovens israelenses em junho. O embate destruiu a infraestrutura do estreito de terra, já sufocado por um bloqueio israelense, com o total controle da passagem aérea, marítima e terrestre.
Israel se defende, por outro lado, dos mais de 2.000 foguetes disparados pelo Hamas contra seu território, onde três civis foram mortos. Os embates com essa facção palestina já deixaram, também, 37 soldados mortos.
A OLP agradeceu ainda, no texto ao Itamaraty, o apoio brasileiro ao envio de uma comissão de investigação para as supostas violações ao direito internacional humanitário cometidas em Gaza.
"O povo palestino e as centenas de milhões de amigos ao redor do mundo nunca vão se esquecer do posicionamento dos países que decidiram estar no lado certo da história", termina a carta.
Folhapress

Delegado reage a assalto e mata bandido com 2 tiros

Bueno Franco

Segundo o depoimento do policial, ele lanchava quando percebeu que um homem rendia funcionários do local

GERAL - BETIM - MG.
Susto. Lanchonete fica na avenida Lourival Augusto Carvalho; nenhum cliente ou funcionário se feriu
PUBLICADO EM 24/07/14 - 22h36
Um delegado da Polícia Civil de folga reagiu a um assalto, no último sábado (19), e matou o suspeito. O crime aconteceu no bairro Bueno Franco, por volta das 23h, e deixou moradores da região assustados.
Segundo informações do delegado titular da Homicídios, Álvaro Huertas, responsável pela investigação do caso, o policial Thiago de Carvalho Passos contou em depoimento que lanchava em um estabelecimento na avenida Lourival Augusto Carvalho quando percebeu que funcionários do local haviam sido rendidos por um homem.
O autor, Pablo Estebam Barbosa, teria ameaçado todos com uma garrucha calibre 22. Em seguida, o suspeito rendeu o delegado e roubou a sua carteira e o seu celular. Sob ameaças de morte, o militar tirou o revólver da cintura, durante um descuido do suspeito, e efetuou dois disparos. Os tiros, segundo a perícia, atingiram um braço e o peito de Barbosa. “A versão do policial é que ele atirou em legítima defesa”, informou Huertas, ao ressaltar que Passos é de Betim, mas está lotado na cidade de Medina, no Vale do Jequitinhonha. Durante o corrido, ele curtia férias no município.
Socorro
De acordo com a Polícia Civil, a vítima foi socorrida por Policiais Militares, que foram acionados pelo próprio delegado, e encaminhada para o Hospital Regional. 
Em um primeiro momento, Barbosa foi autuado como autor de uma tentativa frustrada de assalto. No entanto, no domingo, por volta das 16h, ele não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde.
Já Passos, que se apresentou à Delegacia Regional do município logo após os disparos, prestou depoimento e foi liberado em seguida. Segundo Huertas, o delegado de plantão entendeu que a ação foi em legítima defesa. 
A previsão é que o inquérito seja concluído em dez dias. “Se for comprovada legítima defesa, o inquérito deve ser arquivado”, explicou o delegado da Homicídios.
Ainda de acordo com ele, Barbosa já tinha passagem na polícia por roubo de carro e uso de drogas. A arma usada pelo autor durante o assalto, uma garrucha calibre 22, foi apreendida com dois cartuchos intactos. Nenhum cliente ou funcionário da lanchonete se feriu.

Reportagens

Loading...
Loading...
Loading...

Arquivo do blog